quarta-feira, 5 de novembro de 2008











Como um violino
não tocado, mais sentido
daqueles que fecham os olhos pra tocar
como se a música entrasse nos poros
e elevasse a alma

Como tomar água com sede
não só beber, mas quando sua boca está tão seca
que quando vc toma água, sente ela gelar toda a barriga
Como fazer amor sentindo pele, cheiro, olhar
Desejo a flor da pele
não por fazer e simplesmente pelo prazer
mas fazer queimar o desejo
por quem se ama

Como tomar banho de cachoeira
não só entrar ali embaixo[
mas sentir toda coisa que vai embora junto com a água

Como olhar pro mar no por do sol sentado na areia
Como se pudesse pintar um quadro na sua mente
não um quadro qualquer
mas um que mostrasse o sentimento que estava sentindo naquela hora

e em cada pulsar.
é assim que é.

Desde que eu percebi que a vida passa depressa demais.
Depressa demais
A minha, a sua, a nossa, a dele, a dela, do velho e do moço também
Para alguns mais devagar como um barco, pra outros táo rápido quanto um trem.
Pra quem sorri, pra quem chora, pra quem sozinho vive, pra quem namora.
Faça sua história.
dance ~
Sem tempo pra coisas pequenas
ladainhas e emendas
Sem tempo para as suas falsidades
suas medíocres necessidades
Sai daqui com sua intriga
Que isso me irrita
Meu canto é em outro tom
não ligo se você acredita que é o bom

Só me deixe em paz.