segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

SIMPLIFIQUE


Viva
respire
inove!

sinta
cheire
dance!

Experimente coisas novas, outras cores.
Ande descalço
beba no gargalo
leia coisas novas
saia pra papear
Sinta de fato, o ar!
Ria e ria muito
Seja doce até com quem não merece
Ninguem merece sua ira!
Não entupa suas artérias com pequenez alheia
Nem perca tempo com o que dói
Transforme em impulso!
De um pulo
salte em um lago
(sabe aquela primeira sensação debaixo da água?)
AQUELA!
O céu te dá tantas tonalidades diferentes!
Não se contente com uma só cor
abstrate!

A doçura do sal.


Estou indo pela tempestade
Não, nunca vesti capa de chuva.
Não vai ser agora...
E ainda, balanço as árvores pra cair mais água!

Cansada do mesmo
do barato
cansada das cópias.
Minhas caras sem caretas
No espelho, sem enfeites
Só pra serem só minhas.

Há muita coisa a se aprender
Estou aqui, tentando manter os pés no chão.
Tenho que me segurar
Pra não sair voando pelo ar.