sexta-feira, 14 de agosto de 2009


Dois contos de réis por cada mentira que me contar
É um pouco amargo toda vez que eu falho, mas não há necessidade de desmaiar de verdade quando não estou atuando...abro um olho quando estão de costas, quando vejo alguem se aproximando, fecho rápido e parmaneço imóvel.
É fácil ultrapassar a barreira do som, quando você o tem dentro.
Pareço um pouco pálida?
Está um pouco frio aqui.