segunda-feira, 28 de setembro de 2009


(Entre um rosto e o retrato
Real e o abstrato
Entre a loucura e a lucidez
Entre o uniforme e a nudez
Entre o fim do mundo e o fim do mês)

Entre a verdade e o soco inglês
Entre os zumbis esperando por sua vez
Entre o fiel virando freguês
Entre as de plástico e as com cheiro
(Meus rins por seu dinheiro)
Entre abril e outubro
Entre a (há) porta para outro mundo
Entre lençóis e a plenitude
Entre as mentiras e as verdades
(na cova dos leões, e meu escudo azul de vontade)
A solidão e a pluralidade
Entre um café e o fim da tragada
Entre o presente e o futuro na mesma estrada
Entre a mutação e a divindade
Já chorei, ja sorri, ja sorri e chorei, já fiz tudo isso novamente junto freneticamente
[Eu me sinto feliz]
Meu Deus, como me sinto feliz!