terça-feira, 5 de janeiro de 2010

E de palhaça, não tenho nada
Até acho engraçado, posso perder o rebolado
E a platéia delirar de rir
(rubra, rubra)

Mas se quer saber
Pra tanto bambolê
Existe um que caiba em ti
(tititi)

Aí quero ver
Se tem o tal do xaxado
Se vai achar graça no palhaço
Que acha rima com fracasso.

Ácidos temporários
Quem colocou aqui?
Onde eu estava que não vi?
Dissolva em meu café
Antes que eu mate um
E perca minha fé.

(A menina em: A dança do cabaré)