quarta-feira, 14 de julho de 2010

-O morno é pouco, não faço questão.
Já dizia a menina de pernas tortas, dançando nua, nas beiradas do coração.